Suspeito de matar advogado em Mossoró se entrega a Polícia Civil


Na manhã desta segunda-feira, 25 de abril de 2022, o suspeito de ter matado o advogado Eliel Ferreira Cavalcante Júnior, de 25 anos, se apresentou a Delegacia de Homicídios de Mossoró.

Ialamy Gonzaga, conhecido como “Junior Preto”, de 38 anos, estava foragido desde o dia do crime, que ocorreu no dia 09 de abril, na rua Francisco Bernardo, próximo aos Correios no Bairro Boa Vista. 

Eliel Ferreira que estava prestes a receber a carteira da OAB, foi morto em via pública com cerca de 9 tiros de pistola 9 milímetros.

O advogado da vítima, Edson Lobão, disse a imprensa mossoroense que Eriel Ferreira tinha passado em um concurso público para a Polícia Militar do Estado do Ceará, foi morto vítima de crime de homofobia.

Eriel era gay e no momento do crime estava com o namorado por nome de Lucas. Ainda de acordo com Edson Lobão, a intenção de Júnior Preto seria matar o casal e Lucas só conseguiu escapar dos tiros porque correu em direção contrária à de Eliel. Lobão afirmou ainda que o assassino observava sempre o casal na rua.

Ialamy Gonzaga foi ouvido e confessou a autoria do crime. No entanto, declarou que a motivação decorreu da crença de que Eliel Ferreira estava cometendo um crime de roubo.

O suspeito do crime após se apresentar a polícia, foi encaminhado ao ITEP para submeter o corpo delito e em seguida levado a Cadeia Pública de Mossoró, onde ficara a disposição da justiça.

Nenhum comentário:

FORMULÁRIO DE CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *